Quinta-Feira, 2017-11-23, 13:13:02Main | Sign Up | Login

Site menu

LogIn

Biologia

Geologia

Procura

Artigos
Main » Articles » Geologia » Paleontologia

O fóssil mais antigo de lince-ibérico tem 1,6 milhões de anos

Crânio de felino foi descoberto em 2003 numa gruta na Catalunha. Isolamento peninsular e especialização alimentar nos coelhos estão na origem da espécie.

Há 2,6 milhões de anos atrás a Península Ibérica tornou-se um dos refúgios do Sul da Europa mais requisitado  para os animais. O antepassado do lince-ibérico terá sido uma das  espécies habitava este território.

Não se sabe exactamente o momento do aparecimento deste felino, que hoje está ameaçado de extinção. Um fóssil de um crânio encontrado há mais de dez anos numa gruta da Catalunha foi finalmente analisado e revelou pertencer a um lince-ibérico com 1,6 milhões de anos.

 

 

 

 

O lince-ibérico (Lynx pardinus, representado na figura) é um pequeno felino hoje endémico da Península Ibérica com cerca de um metro de comprimento, castanho e pintalgado, com focinho farfalhudo e orelhas que terminam em pêlos compridos ( como podemos observar na imagem).

 

 

 

 

 

A sua presa predilecta é o coelho. Mas a caça ao lince, a fragmentação do habitat e as doenças que têm afectado as populações de coelhos puseram o felino à beira da extinção

O novo fóssil foi encontrado na gruta Avenc Marcel, perto de Barcelona, em Espanha, juntamente com fósseis de outros animais como lobos, raposas, mamutes, rinocerontes, equídeos, veados e roedores.

Este é o mais antigo fóssil de lince-ibérico que se descobriu até agora.



Source: https://www.publico.pt/ciencia/noticia/o-mais-antigo-fossil-de-linceiberico-tem-16-milhoes-de-anos-1713068
Category: Paleontologia | Added by: inesalverca (2016-10-22)
Views: 33 | Rating: 0.0/0
Total comments: 0
Only registered users can add comments.
[ Sign Up | Login ]
Copyright MyCorp © 2017 | Make a free website with uCoz