Sábado, 2019-08-24, 14:19:51Main | Sign Up | Login

Site menu

LogIn

Biologia

Geologia

Procura

Artigos
Main » Articles » Biologia » Bioquímica

Cafeína | A química da cafeína que tomamos no café

A cafeína é a 1,3,7-trimetilxantina – um pó branco cristalino muito amargo. Na medicina, a cafeína é utilizada como um estimulante cardíaco e um diurético. Ela também produz um “boost” de energia, ou um aumento no estado de alerta – por isso motoristas e estudantes tomam litros de café para permanecerem acordados. A cafeína é uma droga que causa dependência – física e psicológica. Ela opera por mecanismos similares às anfetaminas e à cocaína. Seus efeitos, entretanto, são BEM mais fracos do que estas drogas, mas ela age nos mesmos receptores do sistema nervoso central.

Resumindo, a cafeína, em curto prazo, impede que você durma porque bloqueia a recepção de adenosina; ela lhe dá mais “energia”, pois causa a liberação de adrenalina, e lhe faz sentir melhor, pois manipula a produção de dopamina. Porém, o efeito que a cafeína tem sobre o sono, em longo prazo, é desvantajoso. A recepção de adenosina é muito importante para o sono, principalmente para o sono profundo. Sendo assim, como haverá um bloqueio de recepção de adenosina, o sono não virá e você pode se tornar um “ser zumbi”, tomado por uma insônia constante. Não é necessário parar de tomar aquele cafezinho quentinho no meio da tarde ou pela manhã. O que é preciso é equilibrar o consumo de cafeína, presente no café, chá, refrigerantes, energéticos e, quem diria, até no chocolate. Afinal, uma pausa para o café pode ser essencial e dar energia para o término do dia, não é mesmo?!
 


Category: Bioquímica | Added by: paloma_silva97 (2015-01-11) W
Views: 147 | Rating: 0.0/0
Total comments: 0
Only registered users can add comments.
[ Sign Up | Login ]
Copyright MyCorp © 2019 | Make a free website with uCoz